quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Abraça-me

Quero ser como criança
Te amar pelo que és
Voltar a inocência
E acreditar em Ti
Mas às vezes sou levado
Pela vontade de crescer
Torno-me independente
E deixo de simplesmente crer

Não posso viver
Longe do Teu amor, Senhor
Não posso viver
Longe do Teu afago, Senhor
Não posso viver
Longe do Teu abraço, Senhor
Abraça-me, abraça-me
Abraça-me com Seus braços de amor

0 comentários :

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial